domingo, 7 de novembro de 2010

Sem Peso


Porque este é o amor de Deus:

Que guardemos os seus mandamentos; e os seus mandamentos não são pesados.

Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo, a nossa fé. ( I João 5. 3,4).

Não foi só no Apocalipse que joão fez revelações importantes.

Aqui na sua primeira epístola, ele nos traz revelações importantes quanto a coisas espirituais do cotidiano – coisas que ao longo do tempo, acabamos esquecendo.

Sim,pois uma coisa que o evangeliquês atual, o linguajar gospel de repetições de termos fez de mal, foi nos adaptarmos as suas colocações:

Quem simplesmente os repete, acaba sendo convencido que, por fazer parte de uma igreja, seja qual for a comunidade cristã, pertence a Ele, e não é bem assim.

Mas vamos começar pela ordem que João nos apresentou no texto...
Não gosto de esboços, subdivisões, etc – O Chefe já me libertou de tudo isso, que aliás, é um peso danado...

E é justamente nisso que João começa – o peso.

Viver o evangelho, nunca foi nem nunca será peso algum para ninguém.

Deus quer que guardemos seus mandamentos, não por medo ou ameaças;

Deus quer que guardemos seus mandamentos não por formalidades, para aparecer para outros
.

O espírito do evangelho é o amor, e é assim que devemos guardar, em amor.

Quem ama a Deus, guarda-os por amor, em seu coração.

Por isso, feito em amor, não é pesado.

Quem colocou o peso nos mandamentos, foi a religião, e não Deus.

O sistema religioso, por si mesmo, é algo muito pesado:

Jesus disse que nem mesmo os fariseus conseguiam fazer o que eles mandavam que os outros fizessem.

A igreja de hoje, é muito pesada, opressiva, sugadora de almas, do que um local de refrigério.

Ainda mais quando tem líderes legalistas a frente das mesmas...ninguém aguenta.

Guardar mandamentos é algo leve, pois faz bem a nossa alma – foi com esse objetivo que Deus os criou, para ser algo bom para nós- e guardando-os, Deus se agrada.

Nunca foi peso, e nunca será, pois Deus os fez leve...

Quem botou peso, foi a igreja.

Os nascidos de Deus vencem o mundo

Quem é “nascido de Deus”?

Nascido de Deus, é quem não tem nenhuma referência de vida que não seja o evangelho.
Estes, vencem “o mundo” – seus sistemas, filosofias, opressões políticas, estando dentro “do mundo”, e não se isolando dele, como ensinam alguns distorcidamente.

Nascidos de Deus vencem o mundo, pois já estão mortos para o mundo – para aquilo que esse mundo apresenta a eles, diferente do que representa o evangelho.

A Fé traz a vitória

Fé é um fundamento de nossa confiança em Deus.

Não é uma fé de boca, em algo intangível.

É ter fé na atuação de Deus em meio a algo impossível, onde nossa mão não alcança.

A vitória que vence o mundo – e agora você sabe que “o mundo “que a Bíblia fala não é o cosmos, o planeta, mas sim sistemas de pensamento- é a fé em Deus.

Viver em fé nos tempos de imediatismo de hoje, é algo que vai na contra mão do caminho espiritual, que nos ensina a confiar em Deus mesmo quando tudo parece ao contrário.

Lee