sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Os Condenados (Sonho)


Os Condenados (sonho)


Término do Sonho: 05.50h da manhã dessa sexta-feira, 17 de dezembro .



O sonho:



Eu estava dentro de um grande casarão, mais parecido com um celeiro:



Todas as pessoas dentro dele eram prisioneiros condenados.


Em um cômodo, eu via um “evangelista” vestido com seu terno e gravata, forçando as pessoas a comprarem seu novo livro:


"Quem não tem dinheiro, pode pagar com cheques pré-datados, não tem problema", dizia.


Via muita gente sendo constrangida a fazer o cheque, via vários cheques sendo dados a ele.


Já em outro quarto, eu via pessoas sendo torturadas:


Amarradas com os braços para trás, eram espancadas, abusadas sexualmente, um horror.


Muitas delas não resistiam aos espancamentos, e morriam ali mesmo, com as mãos para trás.


A seguir, fui conduzido a outro quarto:


Ali, alguns líderes oprimiam o povo, ameaçando-os, etc...


Entre eles, o técnico Leão, que gosta de humilhar jogador e bater em repórteres ( ele foi o grande responsável pela queda do Goiás a segunda divisão esse ano).


Leão chegava perto de mim, parecendo maior do que é, e me intimidava...


Ele e outros líderes dentro daquele quarto, iriam fazer um sorteio diferente:


Chamaram dez pessoas que fizeram um círculo, e entregaram a elas canetas transparentes, daquelas que dá pra ver a carga da tinta (tipo Bic).


Só que não deixavam as pessoas olhar para as canetas, elas tinham simplesmente que pega´-las com a mão em frente, sem olhar...


Assim que todos as seguraram, um dos líderes disse:


“Cinco dessas dez canetas estão com pouca tinta. Aqueles que estiverem com as canetas com pouca tinta, serão executados”.


O desespero tomou conta de todas as dez pessoas com as canetas nas mãos...

Mais ainda, dos cinco que em suas mãos, estavam com as cargas de tinta mais baixas.



A seguir, todos os condenados do casarão desceram para um grande cômodo, que mais parecia a entrada de um grande celeiro.


Era noite, e a porta principal se abriu, com as luzes dos carros nos cegando por alguns segundos:


Eram carros de transporte de prisoneiros, no caso, dos cinco sorteados que seriam executados.


Dos cinco, dois condenados eram mulheres...


Estávamos todos sentados com as mãos para trás no celeiro, e quando vi uma das mulheres que foi chamada por seu nome e se levantou indo à frente, me despedi dela:


Adeus, Teresa”, gritei, levantando minha mão em sinal de adeus...



Teresa tentou ver de onde vinha a saudação, mas não conseguiu, e deu um adeus olhando para a direção contrária de onde eu estava.



Interpretation



Grande casarão:



A Igreja instituída, formal, desprovida de qualquer tipo de amor - A religião de controle sobre as pessoas.



Os condenados:



O povo de igreja que segue a religião farisaica, de domínio sobre eles.




Evangelista “aceita cheque”:


Representa todos os pastores (e agora também padres) que acharcam o povo, cobrando deles dinheiro em troca de suas mercadorias – livros, dvds, etc.



Isso inclui o pessoal da música gospel com seus cds.



Sala de tortura:


A opressão, o domínio, a acusação, o abuso sexual, o massacre emocional, a chantagem espiritual, tanto de pastores quanto de padres, sobre o povo da igreja.



Sorteio dos executados:



São os pastores que excluem as pessoas das igrejas, por terem descoberto algum “pecado” delas.


As únicas pessoas que Jesus expulsou de sua presença, foram os cambistas que vendiam objetos e animais para sacrifícios religiosos, em frente ao templo (João 2.14-17).


Os cinco executados:


Mais um grupo de pessoas que morreu para a igreja...foram expulsos, e nunca mais voltarão a ela – confundirão igreja com Jesus, e pegarão antipatia por tudo ligado a Ele.



Lee



Na Sessão Revival, Brian Ferry com o clássico Slave to Love (escravos do amor):

http://www.youtube.com/watch?v=cPNErryDK3Y