sábado, 11 de junho de 2011

Brasil Carimba Visto de Permanência para Bandidos Internacionais


Foi um absurdo essa votação do Supremo, que libertou um terrorista há alguns dias atrás, mesmo com a Itália pedindo a extradição dele.

Na Itália, Cesare Battisti está condenado a quatro prisões perpétuas pela acusação de ter assassinado várias pessoas nos anos 70.

Alberto Torregiani, é filho do joalheiro Pierluigi, que morreu em 1979 durante um tiroteio contra membros do grupo de extrema-esquerda Proletários Armados pelo Comunismo (PAC), que Battisti integrava:

Ele tinha 15 anos na época do ataque e estava na joalheria no momento da troca de tiros, quando foi baleado e ficou paraplégico.

O problema é que entre as várias medidas malucas do Lula (apoiar o Presidente assassino do Irã, ser amigo de Hugo Chaves e Evo Morales, bater ponto em Cuba) ,foi a de no fim do ano passado, considerar esse elemento um “perseguido político”.

E pra piorar, o Supremo, talvez ainda sob o efeito da votação arco- íris, mandou soltar a fera que estava presa há 4 anos.

Antes disso, Battisti vivia entre nós como um próspero dono de restaurante.

Com isso, o Supremo deu um carimbo dizendo que isso aqui é uma espécie de refúgio oficial de bandidos internacionais...é só chegar que tem vaga.

Desde o nazista Dr. Menguele, que veio pra cá logo depois da Segunda Guerra;

De Ronald Biggs, que esteve no maior assalto a trem da história da Inglaterra, e era tratado como aristocrata pela elite aqui do Rio de Janeiro, nos anos 70;

E tantos outros menos famosos, que aprontaram em seus países, e vieram pra cá na certeza da impunidade.

O Supremo se acovardou e prestou um desserviço a nação, com essa medida.

E tem gente que ainda quer que o Brasil tenha um cadeira no Conselho de Segurança da ONU...

Só se for uma cadeira elétrica.

Como diria Vin Diesel, interpretando um bandido que vem se refugiar aqui no Brasil em Velozes e Furiosos 5:

This is Brasssiiiilllll” !!!!

Uma grande nação que hospeda bandidos de fora, sem problema nenhum, é só mandar.

Lee