quinta-feira, 9 de junho de 2011

O Caso Lanna Holder - Uma Fábrica de Pregadores Doentes

Lanna Holder e Rossania


Nos últimos anos, tenho visto vários Pastores deixando o ministério.


As causas mais comuns são desânimos e decepções...


Conheço vários que largaram os púlpitos e abraçaram a sala de aula:


Vários se tornaram professores, muitos de Universidades;


Outros, cursaram Psicologia, e abriram consultórios;


Outros ainda, se tornaram funcionários públicos, ou abriram negócios.


Desses, apenas eventualmente alguns pregam aqui e ali, sem aquele ritmo de antes.


Pelo menos, não estão mais atuando forçosamente, como alguns que dependem de igreja- estão decepcionados, mas não tem para onde correr.


Pior ainda, são alguns que são doentes – e aqui não me refiro a doenças físicas, mas as doenças da alma, e que insistem em permanecer atuando, em vez de buscarem ajuda.


Pastor sente dor, tem conflitos, dúvidas, frustrações, problemas de família, como todo mundo.


Mas seu rebanho espera que ele seja o exemplo de homem perfeito, de ter família perfeita, de ser mulher perfeita (se for missionária, Pastora, ou esposa de Pastor), e de ter filhos perfeitos.


E maldito é aquele que aceita esse tipo de visão distorcida – E a maioria aceita.


Pastores, Missionários e Missionárias que tem problemas de alguma ordem, em especial aquele que vai gerar conflito com seu ofício, deveria imediatamente buscar ajuda.


Isso fica ainda mais difícil, se a pessoa é de um círculo Pentecostal:


Por lá, tudo é do diabo, tudo é o diabo que faz, a pessoa tá endemoninhada, etc.


Aí, a pessoa se enclausura, e quando estoura o problema, parece uma represa que foi dinamitada, se espalhando água por todos os lados.


Foi o que aconteceu agora com a Lanna Holder.


Eu vi um dvd dela há cerca de 10 anos atrás...sua história de vida, contada a todos, emocionava, e exaltava o poder de Deus.


Pouco tempo depois, quando eu passava uma semana de férias em Belo Horizonte, soube que em um mês por lá, ela pregou em 30 igrejas diferentes, praticamente uma igreja a cada dia da semana, tal era a solicitação por ela, aqui no Brasil.


Lembro que na época, pensei: “ Como ela consegue”?


Ora, se até no Novo Testamento vemos Jesus “fugir da multidão” para descansar...


Sim, Lanna ganhava muito dinheiro com isso, claro...nada era de graça, e tem igreja que vive disso pra "chamar a audiência", chamar gente "em evidência"....é triste.

Até que um dia, veio a primeira “rachadura na represa”:


Lanna largara o marido e o filho pequeno, e se envolvera com uma mulher, nos EUA.


Separação, e claro, condenação do chamado meio evangélico:


Nesse meio, escândalo sexual é pior do que matar, desviar dinheiro, virar macumbeiro, etc. Se divorciar então, é um caos pra pessoa.


Lanna foi para a geladeira do ostracismo gospel, que é mais gelada que a Sibéria.


Seis anos depois, diz voltar, como se se diz no meio evangélico, “restaurada”...isso foi ano passado.


Mas eis que nesse início de mês todos são surpreendidos com a notícia reveladora:


Lanna vai abrir uma Igreja com foco nos homossexuais – especialmente as lésbicas – chamada “ Comunidade Cristã Cidade do Refúgio”, em São Paulo.


A Represa, dessa vez, se rompia de vez...


E sua auxiliar é a mesma com quem teve o caso anos atrás, e que deixou também o marido, uma pastora:


Elas saíram do armário gospel, assumiram de vez, e vão fazer o que estavam acostumadas – pregar na igreja – Essa sempre foi a vida delas.


O meio religioso produz isso, muito mais do que as pessoas imaginam.


O meio Pentecostal então, onde as pessoas são orientadas a parar de tomar remédio para Deus curar – e morrem;


No mesmo meio Pentecostal, onde procurar um Psicólogo é sinal de que é maluco ou endemoninhado, essas questões são ainda mais difíceis.


Creio que não será o primeiro nem o último caso que veremos de pessoas conhecidas no mundo gospel de darem uma mudança radical, totalmente contrária ao estilo de vida do evangelho.


Tem muitas represas gospel para estourar ainda, infelizmente, por falta de um tratamento adequado;


Além de outras que necessariamente, pelo caminho que trilham, vão ocorrer, em especial os ministérios milionários que temos visto hoje em dia, cheio de gente que aparece na TV.


O meio gospel, infelizmente, é uma fábrica de pregadores doentes, que não se cuidam, e por isso um dia vão estourar.


Lee