domingo, 5 de fevereiro de 2012

Sobre espancar mendigos e violência gratuita



Há 3 dias atrás, 5 jovens de um bairro de classe média alta aqui no Rio, todos estudantes, bem nutridos, de famílias ricas, resolveram espancar um mendigo.

A desculpa foi que o mesmo “estava atrapalhando a conversa deles”.

Um rapaz viu a covardia, tentou intervir, e acabou apanhando mais que o mendigo.

Dois jovens já foram presos, os outros ainda estão foragidos.

O caso mais uma vez chocou a opinião pública...


Porquê essa violência tão banalizada vem acontecendo?

Pqê jovens de classe média alta, que tem tudo na VIDA, perdem tempo praticando maldade?

Os debates psico sociais midíaticos continuarão, tentando obter uma resposta.

Mas me lembrei do capítulo 4 de Provérbios, que ajuda muito no entendimento dessa questão:

"Apegue-se à instrução, não a abandone; guarde-a bem, pois dela depende a sua vida.

Não siga pela vereda dos ímpios nem ande no caminho dos maus.

Evite-o, não passe por ele; afaste-se e não se detenha.

Pois eles não conseguem dormir enquanto não fazem o mal; perdem o sono se não causarem a ruína de alguém.

Pois eles se alimentam de maldade, e se embriagam de violência". (Provérbios 4:13-17)


Na questão social, eles não eram pobres- como se isso justificasse, mas muita gente gosta de alegar- pelo contrário, eles vem de boas condições financeiras, com acesso a cultura,etc;

Na questão da psicologia, eles são rapazes que, a princípio, receberam educação e instrução.

A questão que o autor de Provérbios fala, é que:

Não abandonar a instrução

Dificilmente creio que eles nunca receberam instrução na vida. Receberam dos pais, ainda que os mesmos sejam separados;

Receberam da escola, ainda mais se foram de boas escolas, devido suas condições.

Mas abandonaram as instruções que receberam sobre a vida:

Não a guardaram em seus corações.

Outra coisa que o livro nessa passagem nos ensina é sobre não andar com esse tipo de gente.

Adolescentes e jovens são que nem os Gnus, ou Bisões (espécie de búfalos americanos):

Adoram andar em bando.

E se um deles começa a fazer "bisonhices", outros acham engraçado.

A ponto de um bando atacar um mendigo, já alcoolizados, por este estar atrapalhando a conversa deles.

E o corações de muita gente assim, ultrapassa pontos, e cruza as fronteiras do ser, enquanto não conseguir fazer alguma maldade contra alguém.

Por isso que "perdem o sono se não causarem a ruína de alguém".

A maldade alimenta o ser de quem ultrapassa essa fronteira, e a embriaguez do álcool não surte mais efeito, buscando a embriaguez da maldade, para satisfazer seu desejo.

Evite pessoas assim. Afaste-se delas, pois se não, o final será o mesmo que os deles:

Achar que espancar mendigos, bater em velhinhas, matar cachorrinhos, é uma coisa normal.

Esse grupo, tá sempre chamando os outros a trilhar o caminho deles...

Esse clube, infelizmente, cada dia tem mais sócios.


Lee