terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Pra Saber a Hora de Parar


Muita gente surpresa com a Renúncia de Bento XVI.

Este alegou a idade avançada, pela qual "seu espírito e corpo não encontram mais forças para exercer o ministério de São Pedro", como escreu em sua carta de renúncia.

Mas saiba que "São Pedro", de fato, não tem nada com isso.

Ratzinger, que sempre foi um Pitbull da doutrina católica(na década de 80, foi um dos que 'minaram' Leonardo Boff com sua Teologia da Libertação) jamais "pediria pra sair", se não fosse as circunstãncias atuais.

Sim, pois se fosse de fato pela idade, nem assumiria:

Quando eleito Papa, já tinha 78 anos.

Mas se seu espírito ainda estava ok,seu corpo já não era o mesmo:

Antes mesmo de virar Papa,com dois derrames e com problemas cardíacos, queria se aposentar e voltar a vida acadêmica, mas João Paulo II, a época ainda á frente, não deixou.

Então, a carta é apenas uma mera desculpa.

Ratzinger não tinha mais força política - esse era o objetivo original da sua eleição- e seu "ministério", além de infrutífero, não teve forças para controlar a onda mundial de denúncia contra sua igreja, que vai desde o crescente aumento da pedofilia, passando por escândalos financeiros.

A publicação de uma série de cartas confidenciais do papa Bento XVI sobre temas quentes, como as intrigas do Vaticano e os escândalos sexuais do padre mexicano Marcial Maciel, provocou desconforto na Itália diante de um vazamento de informações sem precedentes.

As cartas envolviam desde relatórios sobre políticos italianos (incluindo o Presidente da Itália) a confrontos com Angela Merkel (o Papa nunca se esqueceu de sua Alemanha).

Pegou mal...

Assim como pegou mal o descréscimo de fiéis durante seus oito anos á frente da igreja, o papado nesse sentido foi um retrocesso, devido ao seu tradicionalismo eclesiástico, boicotando sempre os movimentos carismáticos e Padres envoltos nas questões sociais, em especial na África e América do Sul.

Esse Papa, com certeza, nunca foi Pop, como dizia a música.

Mas...existe hora certa de parar?

Papas, juízes da suprema corte americana, são cargos vitalícios...

E com o aumento da expectativa de vida da população, vamos ter uma grande geração de idosos em pouco tempo.

Na questão acima, penso que uma pessoa pode exercer seu cargo até quando a saúde assim permitir:

Helio Gracie, aos 91 anos, ainda entrava no tatame.

Mas sim, existe hora certa de parar, quando não se está feliz, ou satisfeito no trabalho, na profissão escolhida, etc.

E certos pastores, alguns vivendo também um ministério infrutífero, com cada vez mais gente saindo de suas igrejas, também deveriam aprender a fazer uma cartinha de renúncia...conheço vários.

Eu vi uma veterinária que está feliz da vida fazendo tortas e bolos: Abriu sua micro empresa...ás vezes, é questão de mudar de ramo.

Mas em todos os casos, se assim desejar, Deus dá forças até o fim:

"E o SENHOR te guiará continuamente, e fartará a tua alma em lugares áridos, e fortificará os teus ossos; e serás como um jardim regado, e como um manancial, cujas águas nunca faltam. (Isaías 58:11)

Lee