sexta-feira, 19 de julho de 2013

A Ring Girl Peladona e o Desfile de Ester



“Deus olha o nosso coração e a nossa intenção”, defende-se Aline Franzoi.

Essa é a desculpa para a ex Ring Girl da versão brasileira do UFC, que vai sair na capa da Playboy, em setembro.

Como hoje em dia tudo é gospel, nada mais natural que uma "coelhinha gospel".

Mas quem se lembrar da História de Ester, encontrada no livro de mesmo nome, no Antigo Testamento (e que passou até em mini série da Record), vai lembrar que a mesma, por circunstâncias, acabou tendo que "virar modelo".

O Rei Assuero mandou vir moças "virgens e formosas", de todas as 127 cidades de seu reino, para escolher uma nova Rainha para si.

Ester como uma participante de um concurso de beleza,desfilou diante do rei:

Pela providência divina, ela venceu o concurso,e foi escolhida para ser a nova rainha, e libertar, mediante pedido dela, o seu povo Judeu, pois assim havia decretado o Rei anteriormente.(Ester capítulos 1-5)

Ou seja, bem diferente da Ring Girl, né?

Curioso é que essas modelos primeiro saem peladas, fazem filmes pornô, e aí, se convertem-Talvez por já não estarem mais na mídia, e vão dar testemunho dos "tempos de sacanagem".

Parece que a Ring Girl tá fazendo um caminho inverso.

O que vejo hoje em dia, é gente transformando o evangelho naquilo que lhe é conveniente, a fim de se aproveitar financeiramente de uma oportunidade, bancando o termo Gospel, que de tão batido, já está tomando um cunho pejorativo.

Espécie de "evangélico não praticante"...mas "evangélico".

E alguém tem de ler o seguinte verso pra Ring Girl:

"O homem vê o exterior, porém o Senhor, o coração." (1 Samuel 16.7.)

Sim, só o Senhor vê a intenção do coração...

Mas alguém aí ficava olhando pra placa que ela levantava??

Alguém vai olhar pro "coração" dela nas fotos peladona??

Vão olhar é pra "sarça ardente".

Lee