terça-feira, 24 de janeiro de 2017

O Tratamento que Você Recebe, Foi Aquele que Você Escolheu


Cada um faz suas escolhas na vida, seja para o que for.

Nos últimos dias, por causa da posse americana, muitos ressaltaram a diferença entre o tratamento do marido que saía, para a do marido que entrava, em relação á esposa.

Até parece que descobriram a pólvora, somente naquele dia.

Trump teve três mulheres, só se acertando com a terceira, porque essa resolveu topar o papel a que lhe foi conferido:

Ser um Troféu, e apenas, isso.

Troféu não fala, só se mostra.

Ivana, a primeira mulher,também era modelo,da República Tcheca.

Mas tinha faro para os negócios, vivia dando pitaco nos mesmos, sabia escrever, se expressava muito bem.

Começou a incomodar, pois na cabeça de Trump, mulher não pode aparecer mais que ele.

Marla, a segunda mulher, era uma loira linda. Não entendia nem quis se meter nos negócios dele - É atriz:

É uma das Aeromoças em " Momento Crítico " com Kurt Russel e Steven Seagal".

Uma atriz sabe naturalmente lidar e encarar as câmeras e flashes, além das entrevistas...

Isso também começou a irritar Trump, pois na cabeça dele, só quem podia aparecer, era ele.

Melania parece ser a que mais se encaixa no perfil dele:

Não fala (e quando abriu a boca, copiou o discurso de Michelle Obama);

Se releva a segundo plano, deixando os holofotes para o marido;

Não se importa em ser esquecido por ele, nas andanças;

Volta e meia, assim como Hillary (outra que topou todos os escândalos do marido, pensando no futuro, não do casamento, mas dela - E se deu mal), tem que aturar as escapadas do maridão, e aguentar de bico calado, as humilhações.

Portanto, nada do que houve foi novidade para mim, apenas para que não conhecia Trump, Clinton ( a secada do Clinton na filha do Trump, durante a posse, com flagra da Hillary, sustenta tudo o que estou dizendo).

Se você se casa com alguém que não te valoriza como mulher, mas que te enxerga apenas como um troféu, assim vai ser a sua vida.

O jeito grosseiro de Trump, sempre existiu. É o preço de ser a Primeira-Dama atual...cada um faz sua escolha.

A Primeira-Dama que sai, era uma Advogada atuante em escritório, em início de carreira, quando conheceu um estagiário ousado que se apaixonou por ela:Ele que no início era "coadjuvante", não se importava por ela "ser mais do que ele".


Terminaram chegando juntos ao mais alto posto que um casal na política pode chegar na Terra.

Enquanto aqui no Rio o casal que Governou a cidade foi parar atrás das grades, não há registro de escândalos financeiros, de roubo, de mulheres, na Era dos Obama - E essas coisas não consegue se esconder, por lá.

Você pode crescer junto com alguém na vida, buscando e batalhando pelos sonhos, com alguém bom, e não simplesmente, "bem" de vida;

Você pode subir "sendo humilhada", restrita, passando vergonha em público, sendo traída, vivendo a base de comprimidos pra dormir, e chorando ás noites no travesseiro.

Tudo na vida, é questão de escolha.

Lee












domingo, 22 de janeiro de 2017

A Escada do Shop Vai Cair


Sonhei com a queda da escadaria do Shop Tijuca.

Primeiro,via tudo lá do alto, como uma câmera de cima pra baixo, vendo o exato momento em que tudo desabava:

Infelizmente,estava com várias pessoas na hora...lembro que vi o desespero de um homem, tentando se agarrar a algo, mais depois caía.

A cena,a seguir,era de baixo pra cima, já no solo:

Via o resultado do desabamento da escada...muita gente ainda debaixo de escombros, muita poeira, sangue, e gente morta...formava tipo uma pequena torre, de escombros.

Hoje fui almoçar lá, e fui dar uma olhada detalhada na escada...

Como se pode ver na foto,há partes rachadas, desde lá de baixo, até o final, acima do terceiro piso.

Com o aumento da frequência, devido ao calor aqui no Rio, e a fuga das escadas rolantes lotadas, muita gente toma essa escada de atalho, entre os andares:

Eu,não me utilizarei mais delas.

A plataforma que segura os carros, em direção á saída do estacionamento do shopping, também estão enferrujadas.

Dia desses, numa segunda, pegou fogo no Burguer King, permanecendo o mesmo fechado por um dia.

Shopping é igual cidade:

Precisa de manutenção.

Aconselho você a não usar aquelas escadas.

Lee




quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Estúpido Cupido


O Cupido mais estúpido é aquele que insiste em empurrar um para o outro – Sem necessariamente perceber se os envolvidos tem algo a ver, um com o outro.

Sim, ele somente empurra um para o outro para apenas parecer Cupido, para parecer bonzinho, para aparecer para os outros, dizendo depois:
“ Fui eu quem os apresentei”, ou “ Fui eu quem os uniu”.

Estúpidos Cupidos estão presentes em igrejas, no trabalho, nos condomínios, nos clubes, nas festas, nas escolas, nas faculdades, no bar, nas boates, nas viagens, sejam essas a lazer, ou a trabalho;

No Carnaval, no acampamento, no retiro espiritual, na praia, no campo, na fazenda.

Estúpidos Cupidos tem plantão até mesmo no Natal, e na virada do ano;

Tem Estúpido Cupido até mesmo nas cadeias, no horário das visitas, quando um preso apresenta uma irmã, uma prima, ás vezes até uma mãe, para outro colega:

É assim que muitos presos conseguem namoradas “sofredoras”.

Ao longo dos anos, tenho vistos diversos casos de uniões promovidas por Estúpidos Cupidos, que parecem uma bomba programada para explodir...e explodem.

Algumas, já explodiram há muito tempo, e ele ou ela empurram com a barriga, por motivos tais como: Filhos, falta de grana para se separar, vergonha em reconhecer que o relacionamento não está dando certo, ameaça de companheiro, etc.

O Mito do Cupido vem da antiga Grécia.

Mas amor,não é mito, é sentimento...você sente.

E flechas, costumam ferir.

Sinta por conta própria - Não deixe que os outros coloquem sentimentos e expectativas em você.

Veja se seus gostos, sonhos, modo e pensamento de vida, se ajustam com a outra pessoa:

Posso te assegurar que dificilmente ela vai mudar mais do que 10% de atualmente.

Anos atrás, havia uma senhora aqui no prédio, que era nadadora a nível Olímpico...

Nadava por um clube aqui no Rio.

Foi chamada para a Seleção Brasileira de Natação, e por lá andou treinando:

Foi convidada para ser a representante do Brasil na Olimpíada (não me lembro se em 1960, em Roma, ou na de 1964, em Tokyo).

O marido, machista, militar das antigas, não deixou ela ir...ficamos sem representante feminina.

Viveu o restante de sua vida como uma dona de casa, sempre com um olhar triste...eu fui amigo do filho dela.

“Meu tempo no treinamento foi um segundo atrás da terceira colocada”, me disse ela, “Se tivesse lá, aquela medalha poderia ter sido minha”.

Não seja Estúpido...pare de brincar de Cupido.

Lee

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Meu Crucifixo

Eu tenho 3 Crucifixos de madeira, pequenos, e sempre os uso no meu dia a dia.

Quando um está suado,lavo o cordão, e reponho com o outro...são dois de madeira mais clara, e um de madeira escura, este uso quando estou com blusa mais clara.

Nas raras vezes que esqueço de botar, a sensação é de estar incompleto:

Nada de misticismo, é só hábito mesmo, apesar de o significado dele, para mim, é de o sacrifício de Cristo na Cruz, pela humanidade.

E só uso sem Cristo pregado na Cruz, pois Ele não está mais lá.

Mas o mais curioso, é a reação das pessoas com ele, ao longo desse anos...

Os crentes não são muito chegados a crucifixos, e já por duas vezes me perturbaram com isso, dizendo que não deveria usar, pois era coisa de Católico, aquela coisa de “imagem”, blá, blá, blá. Certa vez, um desses enfiou meu crucifixo camisa adentro, enquanto discursava.

Fico imaginando se essa turma soubesse que os óculos que usam, as camisas, etc, foi feito por homossexuais assumidos, como boa parte de quem trabalha com roupas e óculos, são, como seria a reação deles, que odeiam gays...será que tirariam na hora?
Mas também tem reações muito curiosas, graças a presença do Crucifixo:

Um colega que não via há muito tempo, começou a falar da importância de ser protegido por Deus, nesses tempos de violência. Ele é católico, e quando viu o crucifixo (“Tô vendo você com a cruz, disse ele), começou a falar da igreja Católica que ele frequenta, aqui na Tijuca.

Uma Senhora no Shop lotado, se sentou ao meu lado na hora do almoço, e quando viu “a cruz”, ( como disse ela), começou um papo Cristão, me perguntou se eu era católico, aquela coisa toda como meu colega fez...ela não puxaria papo comigo se não fosse "pela cruz”.

Uma menina muito bonita, num ponto de ônibus deserto, num sábado á tarde, só veio perguntar informações de qual ônibus pegar para onde ela queria ir, por causa do crucifixo:

“ Tinha uns caras estranhos aqui agora há pouco, mas quando vi você com a cruz, vi que podia perguntar pra vc”, disse ela. É sempre complicado para a mulher, quando está andando sozinha.

E hoje pela manhã, a motorista do meu Uber era mulher...

Depois que entrei no carro, ela confessou:

“ Assim que você se abaixou para ver se eu era a sua motorista, fiquei aliviada ao ver sua cruz...peço sempre a Deus pra estar me guardando, em toda viagem”.

Minha “cruz” parece transmitir paz e segurança, mas é porque o dono tem essa paz e segurança, vindas Dele.

Lee, que já esqueceu o crucifixo por duas vezes em praças públicas (quando tirava a camisa pra pegar sol), e quando voltou no dia seguinte, ele estava lá, como que “guardado”.

Alcaçuz x Alcatraz


Na nossa Alcaçuz, no RN, a cadeia não tem celas: Desde a última rebelião, onde elas foram arrancadas há mais de um ano, os presos circulam livremente pelas galerias (um absurdo em nível de segurança). Ano passado, 100 presos fugiram sem maiores problemas.

Já em Alcatraz, hoje aberta para visitas de turistas, por 29 anos serviu de prisão de segurança máxima, até que Frank Morris (interpretado por Clint Eastwood no filme Alcatraz - Fuga Impossível) meteu o pé de lá. Dizem que viveu aqui no Brasil, até morrer velho.

Pouco tempo depois da fuga, fecharam a cadeia:

O Governo Americano alegou que o complexo foi fechado devido ao seu alto custo de manutenção, e ao fato de que não garantia uma total segurança, em relação às prisões mais modernas.

Era mais fácil e mais barato construir uma prisão nova do que melhorar as condições de Alcatraz.

Por aqui, querem reformar cadeias irreformáveis, onde os presos jogam futebol com as cabeças decapitadas dos inimigos, durante as rebeliões.

Não se importaram com as cadeias, onde não existe ressocialização, mas sim escola de crime, depósito de gente.

Agora, o País vai ter que chupar essa manga amarga.

Lee